Mariana - Susanna Kearsley aqui 4,5 stars A primeira vez que viu aquela casa misteriosa ainda era uma criança. À segunda vez, já era uma jovem adulta e ficou completamente maravilhada com aquele pedaço de terra que parecia chamar por si, como nenhuma coisa havia feito até agora. Quando viu a casa pela terceira vez, decidiu comprá-la pois já não podia negar, nem a si mesma, o encanto que a casa exercia sobre si. Alguma coisa naquela propriedade chamava por si e é assim que Julia Beckett, uma ilustradora de profissão, decide trocar a azáfama de Londres pela tranquilidade da vida do campo. Contudo, mal podia saber que a sua vida iria dar uma volta inesperada e repentina, porque é após mudar-se para esta casa maravilhosa, antiga e cheia de história, que Julia começa a dar-se conta de algo muito estranho. Por vezes, recordações de outros tempos assaltam-lhe a memória e ela vê-se transportada para uma época em que é outra jovem. Mariana. No século XVII, Mariana viveu nesta mesma casa e agora Julia dá por si a recordar o dia-a-dia desta jovem órfã. Este já é o terceiro livro da autora Susanna Kearsley que leio. Os outros dois, em que apenas um é que se encontra publicado em Portugal (O Segredo de Sofia) foram descobertas maravilhosas. A escrita da autora é fluída, agradável e muito cativante. A sua narrativa parece que se desenvolve de maneira natural. Sem qualquer esforço, o leitor vê-se transportado para o mundo em que os personagens vivem. Contudo, os romances que a autora escreve têm sempre uma mistura entre passado e presente, portanto, claramente podemos destrinçar dois enredos diferentes. Eu pessoalmente adoro a maneira como a autora faz a ligação entre as duas épocas e fico sempre fascinada com a pesquisa que ela faz. Nota-se algum trabalho cuidado no que toca às referências históricas e o toque de ficção que acompanham estes relatos de tempos distantes são sempre bem-vindos, tal como refrescantes.Além da ficção histórica, a autora também introduz sempre um fio de mistério à narrativa, o que torna a leitura muito mais dinâmica e interactiva. Não se pode dizer que são enredos muito intrincados, complexos e profundos. Mas os livros de Susanna Kearsley são sempre interessantes, entretêm e claro, o romance está sempre presente nestes livros, ainda que seja de uma forma mais subtil, mais romântica. E estes livros têm uma componente humana muito forte. Geralmente o leitor acaba sempre por reagir às personagens que nos são aqui apresentadas.Falando em personagens, confesso que ainda tenho sempre gostado dos protagonistas. Uns mais que outros, sim, mas regra geral, consigo sempre gostar dos protagonistas que a autora cria. Mariana e Julia tal como Richard e Iain não foram nenhuma excepção. Aliás, tenho que confessar que acho que finalmente encontrei o meu personagem masculino favorito. O Iain foi uma personagem que logo desde início me deixou fascinada. É difícil explicar porquê, sem entrar em pormenores específicos da história.Contudo, apesar de achar que os livros desta autora são realmente verdadeiras histórias de encantar, tenho que dizer que esta leitura não resultou melhor para mim devido a um pequeno pormenor - que é o final. Apesar de eu ter ficado com o coração aos pulos, porque os meus desejos foram concretizados, não posso deixar de referir que este foi um final que deixou muito a desejar. Queria que algumas pontas tivessem ficado melhor arranjadas. E o facto de isso não ter acontecido, deixou-me com um trago amargo na boca. De facto, não fosse a maneira como a autora deixou algumas coisas mal resolvidas, para mim teria sido uma leitura perfeita.