Blood Promise  - Richelle Mead Originalmente visto aqui Neste quarto volume da série de Richelle Mead, Academia de Vampiros, Rose encontra-se numa fase decisiva da sua vida. Depois do ataque massivo de Strigoi de que a Academia St. Vladimir foi vítima, Rose só pensa em procurar Dimitri Belakov, que foi uma das vítimas deste massacre. De todos os sítios em que Rose pensa em procurar Dimitri para realizar uma promessa antiga entre eles, Sibéria parece o lugar mais provável de o encontrar. E assim Rose parte para a viagem da sua vida, que acaba por se revelar uma viagem muito estranha e com mais sobressaltos do que ela estava à espera.E não é só isso. Abandonar a Academia antes de se graduar como guardiã oficial, tem os seus custos. Para ir à procura de Dimitri, Rose teve que escolher entre a sua melhor amiga Lissa e o amor da sua vida. E esta não é uma escolha fácil. Ainda mais quando se torna claro que as coisas nos Estados Unidos e com Lissa também não estão muito calmas. O perigo espreita em todo o lado. Eu ando completamente viciada nesta série e as expectativas para este quarto volume, Promessa de Sangue, eram muito elevadas. Depois do final emocionante do terceiro livro, a leitura deste era obrigatória e mal podia esperar para saber o que iria acontecer. Demorei um pouco mais de tempo, porque as obrigações não me deixaram ter mais tempo para ler, mas confesso que até acabou por ser bom e ter as suas vantagens. Andava tão ansiosa para saber mais, que cada vez que lia um mero parágrafo, sentia tudo com uma intensidade diferente. Para mim, este quarto livro é o mais intenso de todos. Para já, é um livro de mudança. Tudo aquilo que tomámos como garantido até agora, já não o é e por isso é impossível saber o que esperar deste livro, a não ser que o leiamos com sofreguidão. Acho que foi um livro que nos mostrou um outro lado da Rose. O lado mais vulnerável dela, que sobressai mais quando se fala sobre o Dimitri e foi interessante ver o que é ela é capaz de fazer por amor. Além disso, também é interessante ver que para ela, o dever é muito importante e ela tem uma moral inabalável. Gostei imenso de conhecer esta face de Rose e creio que foi uma leitura óptima por isso mesmo. Não só os leitores tiveram oportunidade de ver um cenário diferente, como de conhecer um novo lado dos personagens de que tanto gostamos.Aparte dos novos desenvolvimentos deste livro, posso dizer que a escrita da autora continua cativante como sempre. É uma narrativa muito fluída e muito mexida. Até quando nos encontramos nos momentos mais calmos, é perceptível aquela tensão, aquela expectativa que nos prepara para um momento de acção mais intensa. Por estes factores, esta continua a ser uma série que me agrada e muito. Escusado é dizer, que chegada ao final desta leitura, mal posso esperar para ler o quinto e que os meus níveis de ansiedade andam descontrolados. Não querendo dar spoilers para não estragar a experiência a alguém, este livro acabou por suscitar em mim dois sentimentos muito diferentes: raiva e desespero. Não é assim tão mau quanto parece. A verdade é que esta leitura é daquelas frustrantes. Não porque é má, muito pelo contrário. É porque quando temos um investimento pessoal na história, nas personagens e nos livros, a experiência de leitura torna-se muito mais intensa. E foi isso que se passou comigo. Às tantas andava já desesperada por não ter respostas instantâneas. Contudo, a espera torna as coisas muito melhores e tenho a certeza que quando chegar a vez de eu pegar no quinto volume, a leitura vai saber bem melhor. Entretanto, tenho uma má notícia para os leitores que lêem em português esta série. A Contraponto anunciou na sua página de facebook, em resposta à pergunta de uma leitora, que não prevê lançar mais volumes desta série. O que é extremamente lamentável, visto que apenas faltavam 2 livros para a série acabar. Podemos sempre contar com as editoras portuguesas para levar a cabo publicação de séries na integral. É o que nos vale (ironia).