Frostbite  - Richelle Mead Originalmente visto aqui Seguindo os acontecimentos do primeiro livro, Rose Hathaway continua a ser a guardiã não oficial da sua melhor amiga, Lissa Dragomir. Embora Rose esteja determinada a defender Lissa para o resto da sua vida, dos Strigoi e do mundo exterior à academia onde elas estudam, ainda não está realmente preparada.Por isso é que continua a ter aulas de combate com o seu mentor, Dimitri. Mas nem tudo é como Rose desejava. É que cada vez mais, começa a ter sentimentos pelo seu mentor, por mais inapropriado que seja. Não é só a diferença de idades que os impede de investir numa relação mais séria. É a preocupação de poderem esquecer o dever de cada um deles: proteger Lissa e metê-la sempre em primeiro lugar. É por isso que Rose vê a possibilidade de umas férias como um bálsamo. Para limpar a cabeça de todos os pensamentos de Dimitri e daquela que aparentemente, é a sua nova paixão. Contudo, as férias acabam por sair para o torto, quando três dos seus colegas da academia decidem ir procurar e enfrentar um ajuntamento de Strigoi e acabam por ser raptados por estes. Rose acaba por ter que ir atrás deles para tentar salvá-los, tendo em conta que ela própria foi uma das coisas que motivou a atitude dos seus amigos. Este é o segundo volume da série Academia dos Vampiros da autora Richelle Mead. A minha estreia com esta autora foi deveras positiva e foi com entusiasmo que comecei este segundo volume. Estava ansiosa para conhecer melhor a Rose, Lissa e companhia. Também, claro, queria saber mais sobre o Dimitri, que me conquistou logo no primeiro capítulo. Já sabia mais ou menos o que esperar e a verdade é que este livro, foi em si mesmo, uma surpresa muito boa. À semelhança do primeiro volume, é um livro de fácil leitura. A escrita da autora é muito fácil de seguir, é agradável e é bastante cativante. Atrai o leitor com uma facilidade incrível e até eu, que não sou propriamente fã de young-adult, me senti como parte integrante deste mundo. A trama, embora expectável, foi dinâmica e cheia de movimento e acção. De facto, a única grande diferença deste livro para o anterior, foi o ritmo da açcão. Este Beijo Gelado foi um livro que nunca parou, de modo que um leitor como eu, é incapaz de parar até que chegue até à última página. Contudo, além da narrativa bem trabalhada da autora, aquilo que eu mais aprecio nesta autora (até agora) é a forma como constrói os seus personagens. Na minha opinião ao primeiro livro, Academia dos Vampiros, tinha referido que estes personagens são algo incaracterísticos deste género literário, simplesmente, porque são personagens muito completas e muito bem pensadas. Não quero com isto dizer que não existem outros livros dentro do young-adult que tenham personagens tão completos quanto estes. De facto, já tive imensas surpresas dentro deste género. E continuo a ficar exultante quando vejo que é possível criar personagens dinâmicas, interessantes e realistas. Que valem a pena conhecer e acompanhar. Embora, novamente, tenham existido algumas atitudes por parte da Rose que eu não tenha apreciado, é impossível não reconhecer que a Rose vai aprendendo e evoluindo. Já a relação entre ela e o Dimitri não é a típica deste género. E talvez seja por isso que eu também estou a gostar de conhecer esta série. Este não é daqueles romances onde as preocupações adolescentes normais e usuais são a principal prioridade. De facto, até quase nem entram na lista das prioridades. É daquelas relações que derretem e frustram qualquer coração. É aquele sentimento de indecisão, de não saber como será o dia de amanhã que mais me atrai nestes dois personagens. Ambos sabem o que cada um sente pelo o outro e embora não possam ter estar romanticamente ligados por diversos obstáculos, é impressionante aqueles momentos fugazes e cheios de significado que eles têm. São momentos breves dentro da linha da narrativa, mas são tão intensos que parece que enchem muito mais páginas do que realmente fazem.Este segundo volume acabou por me agradar também. E até uma surpresa, visto que li este livro num dia e fiz noitada com a ânsia de ler mais um capítulo, só mais um capítulo. Estou sinceramente contente por ter finalmente decidido experimentar esta autora e esta série de vampiros. Até agora está a valer a pena, vamos ver como corre o resto da experiência. Sem dúvida que recomendo a quem gosta deste género literário. Àqueles que acham que não gostam, talvez um dia queiram experimentar pelo sabor da descoberta, talvez se surpreendam. Ou talvez não. Mas quem sabe...