Holiday in Death  - J.D. Robb Adorei! Como já seria de esperar. Sobre a história em si: É uma história completamente maluca.A relação entre a Eve e o Roarke já não havia nada de novo a esperar. Já existe ali uma certa rotina. Ela abusa do trabalho, ele cuida dela. Ele cuida dela, ela manda vir com ele. Entretanto, ele ajuda-a com o caso dela. Já me sinto bastante confortável com esta "rotina". Fico contente porque já sei que eles estão ali, e é sempre bom revê-los.Adorei a atitude da Peabody. Quando ela disse à Eve que ela não tinha o direito de se impôr na sua relação. Ora achei muito bem, ela dizer o que lhe ia na mente! Assim é que é. Claro que depois fiquei com pena da Eve. Mas se ela aprendesse a expressar-se melhor. ::) Bem, perderia toda a piada. Deixaria de ser a Eve. Calma, eu ainda estou a recuperar do choque! Ian McNabb e Peabody?!Explosivo, é a única palavra que me vem à cabeça. Mas seria muitíssimo interessante. Só por isso, estou entusiasmada.O assassino: bem, tinha a ideia de que pudesse ser ele. Mas estava na dúvida. Não estava a imaginar que aquela alminha inocente pudesse fazer atrocidades daquelas. Portanto mais uma vez, foi óptimo acompanhar a Eve a tentar deslindar este caso.