Lágrimas do Sol e da Lua - Sandra Carvalho Bem, acabei o terceiro livro da saga, Lágrimas do Sol e da Lua.Gostei muito, acho que a autora pegou muito bem na história anterior e deu uma boa continuidade. O facto de a história continuar para a geração seguinte podia tornar-se aborrecido, mas não. Até foi bastante mais divertido.Agora é um bocado confuso, porque há imensos primos e depois eles têm os mesmos nomes do que outros membros da família da geração anterior, e eu ás tantas já não sabia de quem é que se estava a falar.Em relação à história, é um bocado frustrante. Primeiro porque mexe com personagens que durante o livro acabaram por me ser queridas e quando elas entravam em conflito, via-me eu própria aflita.Depois, é sem dúvida, muito frustrante porque este livro acaba numa altura em que fica tudo em aberto.Vemos portanto o Ivarr, filho do Steinarr, o rei dos Viquingues que vai desposar a filha de Catherine e de Throst - só que a Edwina tem uma relação muito especial com o Edwin que está nas mãos daquele feiticeiro estúpido, o filho do Edwin (estão a ver - muitooo confuso) e então a rapariga passa o livro indecisa entre os dois.E é super chato para o leitor - pelo menos para mim - porque eu gosto imenso do Ivarr (até certo ponto, porque há atitudes deles que me enervam) mas também adoro o Edwin e eu própria vejo-me arrastada para a indecisão da personagem.Gostei do livro, mas não foi o melhor até agora. No entanto, estou curiosa para ver o que é que vem aí!